Como realizar a Natmeg no críquete?

Numa partida da Copa do Mundo Feminina de 2017 entre a Nova Zelândia e a Inglaterra, Natalie Sciver-Brunt levou o time nas costas marcando 125 corridas em 111 bolas para garantir que a Inglaterra tivesse um total defensável no placar. A Inglaterra venceu a partida por 75 corridas, garantindo um lugar nas semis. A Inglaterra seguiria para vencer seu quarto título de copa do mundo. Um dos destaques do torneio foi a criação de uma nova tacada pela rebatedora inglesa Natalie Sciver-Brunt.

Quando um arremesso de extensão total quicou na linha da estaca da perna, Sciver simplesmente angulou o bastão de modo que a bola fosse desviada entre suas pernas na direção da perna da frente. Aquela foi uma tacada singular e os fãs de críquete foram rápidos em dar um nome para ela – A Natmeg. 

“Basicamente, como a minha postura é bem ampla, eu fico numa posição em que eu não posso mover o meu pé dianteiro de novo. Se o arremesso é bem extenso, a única coisa que eu posso fazer é bater como um machado. Por sorte, eu acertei. Foi por acaso. Não tem história mais empolgante do que essa. Todo mundo fica tipo, ‘Ah! Foi tão perto de acertar o wicket’. E eu fico tipo ‘he, he’,” disse Sciver após a partida.

Como a palavra nutmeg é usada no futebol para descrever a jogada em que o jogador passa a bola entre as pernas do adversário, a tacada de Sciver também ficou conhecida como Nutmeg. A tacada foi executada de novo pelo inglês Jonny Bairstow durante uma partida contra a África do Sul no T20 em 2022, quando Kagiso Rabada lançou um yorker no lado da perna. Sciver é uma das poucas jogadoras de críquete a ter uma tacada batizada com seu nome. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© Copyright 2023 Efbet 365