O que é o misterioso tênis para cegos?

Imagine que você foi vendado e pediram para você devolver uma bola numa quadra de tênis. Isso pode soar impossível, mas existem pessoas que realmente jogam somente dessa forma. Pessoas visualmente deficientes também podem jogar tênis somente ouvindo o som do quique da bola e devolvendo ela para seu oponente.

tênis para deficientes visuais

A Primeira Ideia

Foi em 1984 que o estudante japonês cego Miyoshi Takei decidiu introduzir o jogo de tênis para cegos. Os esforços constantes de Takei lhe renderam a primeira recompensa em 1990, o primeiro torneio de tênis para cegos em nível nacional. Gradualmente, a ideia do tênis para cegos se espalhou pelo globo e hoje em dia, mais de 30 países estão envolvidos no esporte. Os passos de Takei foram direcionados para levar o tênis para cegos ao nível paraolímpico.

O próprio Takei venceu 16 dos 21 primeiros campeonatos nacionais de tênis. Infelizmente, em 2011, Takei foi vítima de um acidente de trem e faleceu aos 42 anos. 

“Ele queria criar uma sociedade melhor, com pessoas fisicamente saudáveis e deficientes jogando tênis juntas e entendendo umas às outras.”- Ayako Matsui, professora de educação especial.

Dimensões da Quadra e Equipamentos

As quadras de tênis usadas no tênis para cegos são menores do que as quadras normais. As redes são abaixadas, a cabeça da raquete é maior e o cabo é mais curto. Linhas são colocadas no piso para que os jogadores possam senti-las com seus pés. 

O tênis para cegos usa uma bola de espuma contendo guizos que produzem um som ao impacto com o chão. Os jogadores seguem o som da bola e precisam devolve-la antes que ela quique três vezes. Bolas de guizos e bolas japonesas são os dois tipos mais usados. O tênis para cegos também é conhecido como Tênis de Bola Sonora.

“Ser capaz de ouvir a bola, localizá-la usando a sua audição e fazer o movimento preciso no momento em que a bola passa é uma coisa bem difícil de ensinar.”- Sejal Vallabh, técnico de tênis para cegos

Classificação de Vista

O tênis para deficientes visuais é disputado de modo que haja igualdade entre os dois jogadores deficientes. Por isso, uma classificação de vista foi introduzida pela British Blind Sport.
B1 – incapacidade de perceber a luz com ambos os olhos, incapacidade de reconhecer formas em qualquer direção. 3 quique são permitidos. B2 & B3 – visão parcial utilizável. 2 quiques são permitidos. B4 – 25% da visão normal. 1 quique é permitido. B5 – Sem limite máximo. Esta categoria é banida em todos os esportes para deficientes visuais, com exceção de alguns poucos. O tênis é um deles. 1 quique é permitido.

“Eu amo o sorriso deles quando eles finalmente conseguem acertar a bola e ela voa por cima da rede.”- Ayako Mastsui, professora de educação especial
https://twitter.com/bbcgetinspired/status/885953810237190144

O Crescimento do Tênis para Cegos

Em 2005, o tênis para cegos atraiu um grande número de países para o esporte. Em fevereiro de 2014, a Associação Internacional de Tênis para Cegos foi formada, e ela agora controla e regula o jogo. Em 2015, um segundo Congresso Internacional aconteceu, onde um Comitê Executivo da IBTA foi formado. A ele, foi atribuída a tarefa da organização, coordenação, promoção e disseminação do Tênis para Cegos. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© Copyright 2023 Efbet 365