Quando foi disputado o primeiro tiebreak no tênis?

O tênis testemunhou apenas uma grande mudança nas regras no seu tradicional sistema de pontuação. Essa mudança em particular carregou uma certa força com ela. Uma força que foi capaz de mexer com as mentes e com a adrenalina não só dos espectadores, mas dos próprios jogadores. Essa regra é popularmente conhecida como “tiebreak”.

Para James Van Allen, o sistema deuce foi uma enorme inutilidade. Quando jovem, Allen costumava jogar tênis em quadras de grama. Os anos passaram e ele se tornou diretor do Newport Casino. Todo verão, um torneio de tênis era realizado para tenistas amadores. Ele era chamado de “Men’s Invitational”. Em 1954, Ham Richardson e Straight Clark foram os dois finalistas do evento. Mal sabiam os dois jogadores que a partida deles seria tão frustrante para James Van Allen a ponto de acender uma série de ideias em sua mente. Richardson venceu a partida com parciais de 6-3, 9-7, 12-14, 6-8, 10-8. A multidão ficou aliviada quando a partida finalmente acabou, pois eles estavam lá para assistir à partida seguinte, que teria Ken Rosewall e Lew Hoad.

Quando a partida de Richardson chegou ao fim, Van Allen compartilhou o que se passava em sua cabeça, “Me ocorreu,” Van Alen disse, “que deveria haver uma maneira melhor e mais emocionante de controlar a duração das partidas sem esses malditos sets deuce. Partidas como essas são como tortura de água chinesa para os jogadores, para os oficiais de quadra e para os fãs. Com o deuce ali,” ele disse, “as partidas são teoricamente intermináveis. Você deveria poder marcar partidas de tênis para um horário específico, como em qualquer outro esporte.”

evolução do tiebreak no tênis

Quando toda a lamúria se acalmou, Van Allen propôs um novo sistema de pontuação. Ele era chamado de “Pontuação Simplificada de Van Allen”. Allen propôs esse sistema de pontuação por dois motivos: para encurtar e tentar manter um limite fixo para as partidas; para limitar a vantagem cedida a jogadores com serviços poderosos.

A PRIMEIRA TENTATIVA

Van Allen propôs seu sistema de pontuação nos anos 1950. Em 1955 e em 1956 nos United States Pro Championships, as regras do VASSS foram incorporadas pela primeira vez. As regras eram similares às do tênis de mesa – 21 pontos compunham um set. Os jogadores alternavam os saques a cada 5 pontos. Nada de segundos serviços. Um set deveria acabar em 30 minutos ou menos

Contudo, essas regras não foram aceitas positivamente pelos jogadores e espectadores. Como resultado, eles recorreram ao sistema de pontuação antigo de 1957 em diante.

A SEGUNDA TENTATIVA

Muitos tenistas e comentarias da época acreditavam que Van Allen prejudicava o sistema de pontuação tradicional do tênis em sua tentativa de eliminar o deuce. Mas Van Allen se manteve inflexível. Era como se ele quisesse converter o rótulo de “traidor” em “revolucionário”. E assim, Van Allen fez uma segunda tentativa, desta vez com regras diferentes em seu “tiebreaker”. 

Para ver um exemplo prático de seu sistema de pontuação, ele preparou um evento num nível que era, sem dúvidas, um esforço arriscado. Ele chamou os profissionais. Então onde está a parte arriscada? Bem, o próprio Van Allen era um amador.

Em 1965, em seu reino do Newport Casino, Van Allen organizou um evento com o prêmio em dinheiro de US$ 10.000 em disputa. Um dos profissionais chamou esse evento de “The Guinea Pig Derby”. Van Allen propôs duas versões de seu tiebreaker. A versão que ele usou nesse evento em particular era um sistema de tiebreaker de 9 pontos. As regras: Os jogadores disputam um tiebreak que consiste de nove pontos; o vencedor pode vencer com uma diferença de um ponto; Em 4-4, uma morte súbita é disputada. Quem vencer o ponto seguinte, vence o tiebreaker. Esse tiebreak, então, ficou conhecido também como tiebreaker morte súbita. Graças à sua aceitação fantástica entre os fãs, esse sistema de pontuação foi usado no Aberto dos Estados Unidos de 1970 a 1974. Rod Laver não era fã da Morte Súbita.

Na segunda versão do VASSS, um sistema de tiebreak de 12 pontos foi estruturado. As regras: O primeiro a marcar 7 pontos com uma diferença de 2 pontos vence; depois de 6 pontos, os jogadores trocam de lados; O tiebreak pode se estender além dos 12 pontos até que uma diferença de dois pontos seja alcançada. Com isso, ele passou a ser conhecido também como tiebreak persistente. Van Allen preferia a Morte Súbita ao Tiebreak Persistente. Isso porque, na morte súbita, o principal objetivo de Van Allen, que era limitar o tempo das partidas, era alcançado.

Duas coisas aconteceram no tênis naquele ano: As regras do VASSS tiveram sucesso; O primeiro sistema de placar eletrônico foi introduzido.

A BANDEIRA ESCARLATE

“É inquietante o que os tiebreakers fazem,” Arthur Ashe disse no Aberto dos Estados Unidos de 1970. “Aquelas bandeiras vermelhas aparecem e a multidão fica absolutamente em silêncio.”

Nos anos 1970s, quando o VASSS foi usado como parte do Aberto dos Estados Unidos, um recurso proeminente era o lançamento de uma bandeira vermelha. A bandeira trazia as letras “V-A-S-S”. Quando os espectadores viam a bandeira, eles sabiam que o placar do set estava em 6-6 e que era hora de um tiebreak. A multidão ficava em silêncio e imóvel de expectativa pelos ralis de roer as unhas. O efeito da morte súbita era tamanho que os jogadores ficavam sob grande pressão. A gravidade ao redor deles aumentava dez vezes. Não, isso não é mero exagero. Isso tudo foi justificado quando os tenistas assinaram uma petição para eliminar a morte súbita.

“Eu sinto que vou ter um ataque cardíaco sempre que jogo um tiebreaker,” Gonzalez disse. “Extraordinariamente angustiante,” ecoou Drysdale. “Nunca tinha sentido nada parecido antes,” disse um desnorteado Rosewall. Mas Bill Talbert, que era o diretor do Aberto dos Estados Unidos na época, foi contra os jogadores e permitiu a continuação do tiebreak. Ele disse apenas uma coisa, “Jogadores não pagam ingresso.”


OS TORNEIOS RECEBERAM O VASSS

1971 – O tiebreak de 13 pontos foi introduzido em Wimbledon. Ele era disputado quando o placar chegava a 8-8.

1979 – O tiebreak em Wimbledon era disputado quando o placar do set era de 6-6. Tiebreaks não eram disputados no set final.

1989 – A Copa Davis introduziu o tiebreak em todos os sets, exceto no set final. A partir de 2016, ele foi usado até nos sets finais.

2001 – Um sistema de tiebreak de 10 pontos foi introduzido nas Duplas Mistas no Aberto da Austrália.

2016 – Tiebreaks nos sets finais foram introduzidos nas Olimpíadas.

2022 – Todos os Slams disputarão um tiebreak de 10 pontos quando o placar alcançar 6-6.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© Copyright 2023 Efbet 365