Quantas corridas um único rebatedor pode marcar?

A pontuação de um dos lados do críquete é o resultado das várias corridas que cada rebatedor marcou individualmente e os extras concedidos pela unidade de campo. Há três formatos oficiais no críquete em que o rebatedor pode marcar corridas: As partidas de Test (jogadas ao longo de 5 dias), ODIs (50 overs por lado) e os T20 (20 overs por lado).

No Test Cricket, ambas as equipes podem rebater duas vezes de forma alternada. Quatro cenários podem existir:

Uma entrada pode durar todos os cinco dias se o rebatedor se mantiver na crease (quase impossível)

Ambos os times podem ter apenas uma chance cada para rebater (possível, mas raro)

Um time rebate duas vezes, mas o outro rebate apenas uma vez (comum)

Ambos os times têm duas entradas cada para rebater (comum)

Nesses cinco dias, um único rebatedor pode marcar quantas corridas forem possíveis. Na história do críquete, o rebatedor das Índias Ocidentais Brian Lara detém o recorde pelo placar individual mais alto numa única entrada: 400*. Ele é o único jogador a alcançar a marca de 400. As centenas triplas (um placar de 300) foram testemunhadas com relativa raridade. As centenas duplas (200) são mais comuns do que as centenas triplas, ao passo que as centenas (100) são as mais comuns. No críquete feminino, Betty Snowball da Inglaterra detém o recorde pelo placar individual mais alto no Test Cricket: 189.

Nos ODIs, uma única equipe pode rebater uma vez por 50 overs, que são 300 bolas legais. Com base nisso, é difícil imaginar um único rebatedor marcando mais de 200 corridas. Mas ocasiões assim já ocorreram mais de uma vez. Rohit Sharma da Índia detém o recorde pelo placar individual mais alto nos ODIs: 264. No críquete feminino, Amelia Kerr (232*) detém o recorde.

Nos T20, uma única equipe pode rebater uma vez por 20 overs, que são 120 bolas legais. Chris Gayle das Índias Ocidentais marcou 175* e Alyssa Heally da Austrália marcou 148* que são os placares individuais mais altos para homens e mulheres no críquete T20 respectivamente.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *