Por que a grama de Wimbledon é tão especial?

Todos os anos, mais de 600 partidas são disputadas nas quadras de grama de Wimbledon. Proporcionando condições mais rápidas, a grama pede tratamentos de manutenção de alto nível. As questões a seguir devem esclarecer todos os seus mal-entendidos e dar uma ideia mais aprofundada da grama do SW19.

1) Quem é o responsável pela manutenção de todas as quadras de grama de Wimbledon?

“É um Campeonato de duas semanas. Na primeira semana, tem muita grama. Na segunda semana, já não tem tanta. Os jogadores se adaptam.” – Eddie Seaward

Até 2011, era Eddie Seaward o chefe dos tratadores de Wimbledon. Em 2012, ele foi substituído por Neil Stubley, que se tornou o encarregado. A equipe de Stubley é composta por 16 tratadores permanentes. Mais 12 são adicionados quando o Campeonato começa.

2) Que variedade de grama Wimbledon usa?

A grama geralmente precisa de um solo seco para crescer de maneira apropriada. Antes de 2001, uma mistura de azevém perene (70%) e festuca rubra (30%) era usada nas quadras de Wimbledon. Mas um estudo conduzido pelo Sports Turf Research Institute, em Yorkshire, provou que uma quadra 100% de azevém perene seria mais benéfica. Isso porque o azevém perene permite que a velocidade da quadra no último dia de torneio seja quase a mesma se comparada ao primeiro dia.

3) Por que o comprimento da grama é de 8mm e como ele é mantido ao longo do torneio?

Desde 1995, não há mudanças nas dimensões das bolas de tênis. No mesmo ano, um estudo propôs que 8mm é a altura ideal da grama para que a bola quique. Durante os campeonatos, a grama é cortada todos os dias para manter sua altura. A equipe de tratadores também confere a firmeza da superfície, o índice de clorofila e o teor de grama viva para garantir que tudo esteja dentro do limite normal.

4) Como as faixas verticais de grama são aparadas tão perfeitamente?

Se você olhar para uma quadra de grama, poderá notar que as faixas verticais de grama contribuem bastante para a ambientação das quadras. Então, qual equipamento é usado para criar essa imagem pitoresca da quadra? Nenhum! Os tratadores passam um rolo e, com sua própria precisão e perícia, eles fazem essa tarefa altamente difícil parecer fácil, embelezando a quadra em múltiplas camadas. Um ponto-chave é que a aparagem deve ser feita em uma única direção, para que as folhas de grama se ajustem de acordo, de forma unidirecional.

5) Por que o “lançamento de martelo” é um fator-chave para garantir a homogeneidade do piso de Wimbledon?

Um martelo de impacto de solo Clegg é usado em Wimbledon. Ele custa cerca de £2.000. Um martelo é anexado a uma estrutura que parece uma bomba de Bicicleta. Um sensor digital é anexado ao centro. O martelo bate contra o solo e o sensor lê um certo valor. Se o solo estiver fofo demais, não se deve adicionar mais água. Se o solo estiver duro demais, então será preciso adicionar água. Esse procedimento conhecido como arremesso de martelo é feito 10 dias antes de Wimbledon começar.

6) É mesmo a grama que determina o quique da bola?

A resposta está abaixo. Muitos acreditam que a bola é o fator primário a determinar o quique da bola, mas na verdade, é o solo. São 9 toneladas de grama usadas todos os anos em Wimbledon. 54 milhões de mudas de grama são plantadas. O solo contém 25% de argila, o que lhe concede dureza, mas também deixa ele mais propenso a rachaduras. O teor de umidade deve ser mínimo, o que mantém o solo seco e duro.

7) Quais são os vários obstáculos que a grama enfrenta e como eles são contornados?

  • Água: Para proteger a grama contra a água da chuva, a Quadra Central tem um abrigo que previne qualquer dano à grama.
  • Ervas daninhas: Nos anos 90, havia uma erva daninha conhecida como Poa Annua, que infectou a grama de Wimbledon, deixando ela esponjosa e mole. Para combater essa erva daninha, o uso de azevém perene foi pioneiro. Posteriormente, uma máquina conhecida como Koro Field Top Maker foi introduzida para remover qualquer tipo de erva daninha na grama.
  • Pombos: Os pombos tendem a comer a grama, e para espantá-los, Wimbledon tem sua própria arma voadora treinada na forma de uma águia conhecida como Rufus. O Rufus fica de olho no lugar e espanta os pombos. Pollux, uma águia que agora tem três anos, está sendo treinada para patrulhar o terreno de Wimbledon. Dizem que o soldadinho tem uma obsessão por bolas de tênis.
  • Raposas: A urina de uma raposa pode queimar a grama. Sendo assim, as raposas são combatidas com a instalação de uma cerca elétrica ao redor do terreno e cães selvagens são usados para proteger os arredores.

8) Quando o teto cobre a Quadra Central, o excesso de umidade não afeta a grama?

Não, não afeta. O motivo é o condicionamento adequado da grama. Quando o teto sobe, há quatro ares-condicionados que consomem o excesso de umidade antes que ela possa chegar à grama e danificá-la.

9) Como as quadras são tratadas pelo resto do ano?

De maneira ideal, leva 15 meses para estabelecer a quadra de grama perfeita. Assim que o Campeonato acaba, o terreno é irrigado, semeado e oxigenado de novo. A camada entre o solo e a grama que deixa a grama esponjosa precisa ser removida abrindo pequenos buracos. Essa camada é conhecida como colmo.

A grama é cortada a 15mm no inverno com extrema cautela, pois a geada se desenvolve na grama. Em maio, a grama é cortada três vezes por semana. Em junho, o rolo é passado regularmente sobre a grama para manter a superfície firme. Junho também marca a época em que a quantidade de água dada à grama é reduzida ao mínimo.

Todo o trabalho duro que Neil Stubley e seus homens dedicam para manter a estética de Wimbledon é louvável. Seus esforços árduos merecem mil elogios.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© Copyright 2023 Efbet 365